quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Serie H.P.B -- Carlos

Era uma vez um cara chamado Carlos...


Quando chegou a São Paulo, se deparou com um mundo no qual ele já conhecia bem. Um dia depois de uma tal experiência, prometera a si , jamais voltar a morar nessa cidade, mas as oportunidades surgem e nos calam a todo instante. Sua intenção são os estudos, porém quatro anos são também uma vida... E viver na visão de Carlos é amar. Num primeiro momento, se apaixona por Ana, garota que lembra muito sua origem, desde seu jeito de menina até a simplicidade e o lado “minerês”.Em Ana tudo encanta,tanto que se sente em casa quando está do lado dela. Só que existia um empecilho, mesmo sendo outro amigo, além do empecilho(uma pessoa que não consigo odiar), um outro cara chamado José. Assim, desiludiu pela primeira vez. Sentir sua presença era importante,tanto quanto suportar um amor não correspondido. Fazemos escolhas conforme oque temos em mãos, assim nos tornaram melhores amigos.Só isso.

   O tempo passou, e Jennifer entra na história,com grandes qualidades que suprem algumas de suas carências, porém, sua inércia minou a dedicação de Carlos, fazendo com que ele se perdesse de si mesmo. Pouco tempo depois,algo aconteceu em uma festa da Faculdade em que estudam, e encontrou Regina, iniciando um curto affair. Apesar de desejar tais momentos, descobriu que não gostava dela como deveria. Nesse momento, tudo perdeu o encanto e se tornou amargo. O lance não durou duas semanas... Ele só pensava na Jennifer e isso de certo modo, prejudicou Regina. Fiel a seu coração, voltou a se dedicar à Jennifer. Poesia, flores e serenatas não foram o suficiente para conquistá-la e dominar seu coração.
   Assim, num último ato, destruiu tudo no que ele acreditava, e assim, ela decretou que a amizade iria prevalecer. Novamente, esbarrou no famoso: “Somos muito,muito amigos”. Carlos passou a questionar-se. Será que era realmente amor, e será que o amor existe?

Jennifer e Regina eram apenas distrações...

   Descobriu que era mais um carente, e nesse momento conheceu outra pessoa, Madalena, que apesar de ter todas as qualidades que ele gosta em uma garota, se mostrou pior que Jennifer. Num momento que ele já não buscava nada, apareceu outra garota que deixava transparecer no olhar a simplicidade, porém outros homens também viram isso, algo que fez até a torcida do Corinthians cair em cima dela.
   Essa garota começou a se sentir, e acabou se perdendo, ficou com um idiota e com alguns amigos dele, o pior é que escondeu isso, mesmo ele descobrindo, fingiu que não sabia de nada e ouviu suas mentiras. Não tão distante o fim, tudo voltou ao início... Hoje em dia, Carlos vê como a vida é irônica, Jennifer ficou sozinha e vive buscando oportunidades com ele, Fabiana também não encontrou pessoas de valor e cansa de dar investidas em Carlos. Além de outras garotas que vivem ficando com vários e acham que é assim que funcionam as coisas, que é só chamar o próximo da fila e pronto.

O que Carlos busca é apenas uma pessoa que se dedique, como ele, ao amor e demonstre essa dedicação. Carlos sabe que nessa história ele se apaixonou apenas por Ana, as demais ele gostou, mas não se apaixonou... O que Carlos busca é um amor incondicional e irá continuar buscando, queira as pessoas gostem ou não. Num primeiro momento, Carlos é a imagem de um oportunista, porém se você olhar direito vai ver que ele é exatamente o que você mais procura...

O VERDADEIRO AMOR...

Identifico-me tanto com esta história que às vezes penso que sou o Carlos.

Ooops! Carlos! Eu sou você!




Um texto de Carlos Magno.

19 comentários:

  1. ahhhh
    que história linda*-*
    Tão difícil ver homens que amem verdadeiramente hj em dia...

    BeijO*-*
    http://evesimplesassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Lamento informar, mas esse amor romântico que o Carlos procura, não existe. Ele deve cair na real, ser mais prático, e tentar ser feliz dessa forma. Senão, vai ficar pra titia rsrsrs
    Abração

    ResponderExcluir
  3. Eu amei essa história e me vejo sendo o Carlos,procuro o mesmo que ele e ja passei pelo mesmo q ele.É tão dificil encontrar alguém pra viver um amor verdadeiro hoje em dia :(

    ResponderExcluir
  4. E AE SERRAN... MUITO LEGAL SUA CRÔNICA, BOM SE SÃO HISTÓRIAS REAIS QUE VC ESCREVE PODE TER SERTEZA QUE SUAS PALAVRAS A DEIXA A VIDA DESSAS PESSOAS MUITO POÉTICA!

    PARABÉNS PARCEIRO! EU TBM ESCREVI PELA PRIMEIRA VZ UMA HISTÓRIA REAL! VJA A PALHAÇADA QUE ESTÁ ACONTECENDO NA POLITICA DA MINHA CIDADE!
    http://circulodf.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Carlos, prazer ;*

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Bom post Vih, você sempre consegue transmitir verdade nas suas palavras, acho que é isso que encanta tanta gente.
    é realmente assim, a gente se enrola com pessoas e no fim, ta sem nenhuma, procura tanto que no fim, não acha nada..
    e fica na eterna procura

    =s

    ResponderExcluir
  6. Sinceramente essa minha época de vida de novela passou, de comédia romântica passou.
    Já sofri muito por amor alguns platônicos. Sinto falta de quando eu acredita nesse sentimento, mesmo sofrido me completava.

    Depois eu continuo porque está fechando o laboratório

    ResponderExcluir
  7. e com o belo poema de Carlos Drummond de Andrade diz: "João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém...". E assim segue a vida, cheia de amores que poderiam ser pra sempre.

    ResponderExcluir
  8. ...rs esse amor romantico existe sim...
    confesso que é um caminho difícil de se seguir!
    Eu digo porque eu o encontrei...

    Em relação aos comentários, eu já imaginava que os comentários das meninas seriam os melhores...não é atoa que elas são tão importantes na vida de um homem!

    "Eis o meu segredo: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." (Antoine de Saint-Exupéry)

    Acredite no seu coração...

    ResponderExcluir
  9. Para esclarecer:

    O Crônicas esta sendo usado como canal, para que várias pessoas possam se expressar e contar experiências de suas vidas, enriquecendo nosso conteudo.

    Recomendo aos leitores do Blog que leiam o final do texto para ver o nome do autor ou seu pseudonimo.


    Sem mais
    Victor von serran

    ResponderExcluir
  10. Confesso que chorar vendo esta crônica...Me senti em seriado americano rs

    ResponderExcluir
  11. Todo mundo busca seu verdadeiro amor. Aquele complemento que falta na nossa vida e que nos impulsiona para frente.
    Quem afirma ser feliz quando está sozinho mente para si mesmo porque o ser humano foi feito para amar e conjugar sua vida com outra pessoa.

    Um dia o Carlos encontra a sua cara-metade.

    ResponderExcluir
  12. Ola parceiro te indiquei ao Prêmio Dardos, http://olhaissonet.blogspot.com, visite

    ResponderExcluir
  13. "Fundamental é mesmo o amor é impossível ser feliz sozinho!"

    Adorei o texto!*-*

    ResponderExcluir
  14. eu prefiro a citaçao de Maquiavel ''aquele que seguir profissao de bondade,caira assim como muitos tantos que seguiram a de maus''

    ResponderExcluir
  15. Agradeço a visita ao Pedaços de Mim.Parabéns pelo seu blog.Lembrando que já tem um novo Post disponível http://digho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Para mim, amor incondicional só o de mãe. E mesmo assim, exitem umas que nem amor tem. =[
    Adoro essa série.
    Abraço

    ResponderExcluir
  17. Muito bom cara, amor é a essência da vida!

    Visite o GigaByte
    http://gigabyteblogger.blogspot.com/
    Simplificando a tecnologia!

    ResponderExcluir

Faça um comentario inteligente e pertinente, lembre-se que seu nome, e o nome do seu blog, vem logo depois !