sábado, 1 de janeiro de 2011

Ao caminhar na tempestade






Hoje eu passei perto do antigo campo
Me lembro de como nós, que nos diziamos seus amigos
Combinávamos de te bater
No jogo de futebol do bairro.

De você com o supercílio aberto
A boca sangrando , se levantando, rindo irônicamente
Onde mesmo apanhando tantas vezes
Continuava até fazer seu gol

No fim do jogo, relâmpagos, chuva..
E você correndo pra casa com medo
Seus pais morreram em um dia assim, seria isso ?
Só mais uma oportunidade de te diminuir

Lembro também das humilhações na escola
De como falávamos de suas roupas batidas,
Do garoto sem pai nem mãe
Pois para as pessoas o mundo é assim,
Sorte de quem tem dinheiro, estrutura
Quem não tem, vive pra servir a quem tem

Mas um dia você foi embora....
Mal notamos sua distância.

Quem liga ?
Todos os dias um perdedor se vai
Continuávamos a viver, o tempo não para
E muda a todos, todos mudamos

A turma cresceu
Alguns casaram, outros morreram
Outros como você, foram embora
E no decorrer dos dias

Passaram-se vinte e dois outonos

E na ultima tarde de verão deste ano
Houve uma tempestade, das mais perigosas
Ninguém ousou sair, o vento levantava coisas pesadas

E como no meio de uma miragem, cena surreal,
você apareceu

Todos perguntavam quem é esse cara?
Mas eu logo percebi
Ao caminhar na tempestade
Os olhos do garoto da partida de futebol

A chuva, o vento, as coisas voando
Tudo estremecia de certo modo
Mas seus passos eram firmes, o riso irônico de sempre
Era como se a própria natureza não pudesse lhe conter

Aquele garoto ja não temia tempestades
No fim, tornara-se uma...

Todos ja sabiam do seu sucesso
De como prosperou, todos comentavam 
Mas era difícil distinguir
Entre aquele homem e o menino do campinho

Só no outro dia, você apareceu
E cumprimentou a todos, até os garotos que te batiam
Não havia falsidade, nem ressentimento
Senti-me mal por não ter coragem de pedir perdão

Mas você me olhava como já soubesse
E entendi,que você me entendia
E no fim da tarde,
Ao olhar aquela poderosa força se distanciando
A única coisa que senti...

Foi à vontade de me tornar alguém melhor
E isso...é maravilhoso !



Série avulsa :Convite ao Sentir - Perdão

133 comentários:

  1. O_O, mt Legal cara, você leva jeito para a coisa!

    ResponderExcluir
  2. Quer saber?! Adoro os versos livres. Aqueles que contam uma passagem... aqueles que passam 22 outonos!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, é uma pena que pessoas como o rapaz descrito no texto estejam em extinção! Talvez seja por isso que o mundo esteja desta forma...

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Bem interessante o teu texto..
    Faz a gente querer saber mais sobre o q aconteceu com o menino, saber os detalhes...

    Feliz ano novo!

    http://humoricando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. É impressionante como uma pessoa pode crescer e mudar tanto, mais ainda é poder ver isso.

    Estou seguindo o blog :D

    ResponderExcluir
  6. Muito boa leitura e lindo texto tb.

    ResponderExcluir
  7. Esse é um dos bons blogs que conheci ano passado, e que vou continuar segundo esse ano, o Seran é muuuuito bom!!!!

    ResponderExcluir
  8. Muito boa leitura e lindo texto tb +1

    ResponderExcluir
  9. Esse texto mostra que o mundo dar voltas que esta em baixo amanhã talvez estará no topo


    Atitude do cara foi em perdoar mais não sei se teria a mesma atitude.
    To te seguindo se quiser me segue
    http://loucoprazer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Isso mesmo com foco vencemos todos os nossos desafios

    ResponderExcluir
  11. Senti pena do garoto, mas senti mais pena do narrador. Muito real e intenso, o sentimento de tortura pelo remorso é notável. Ótimo poema.
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Pois é, o perdão não é para todos. Quisera que as pessoas agissem dessa maneira. Menospresado do jeito que foi, nunca se intimidou e voltou sem mágoas. Apenas com a verdade.
    Belo texto.
    Bom domingo.

    ResponderExcluir
  13. Retribuindo sua visita.
    Texto muito bem escrito.
    (Dizer isso é clichê eu sei, mas não me ocorre nada mais apropriado!)
    Gostei (de verdade!)

    ResponderExcluir
  14. Oi, Vitor,

    Também gosto dos seus comentários. Aliás, seu blog é fervorosamente seguido por mim. Agora nem tanto, porque estou sem Internet e, quando há oportunidade, sempre atualizo a leitura dos seus textos que são ótimos.

    Nesta última postagem vc descreveu muito bem as voltas que a vida dá: um dia estamos por baixo e, no outro, por cima. Pra fazer essa inversão temos que ser proativos e acertas nas nossas escolhas, respeitando a nossa própria vontade.
    Esse poema é uma grande ferramenta para motivar as pessoas a crescerem na vida. Parabéns!

    Bjos de quem te segue fervorosamente,

    Mônica

    ResponderExcluir
  15. "...Pois para as pessoas o mundo era assim,
    sorte de quem tem dinheiro, estrutura
    Quem não tem, vive pra servir a quem tem..."

    Péssimo isso, uma pessoa menosprezar a outra por ter menos dinheiro...Ainda bem que nesse caso, o pobre deu a volta por cima...

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pela premiação! Com certeza, foi justa, pois você escreve com a alma e com o coração! Adorei o relato. Se tiver twitter me siga que eu retribuo. Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Nossa muito bom ! teu blog é muito bom , continue assim! to te seguindo

    ResponderExcluir
  18. Caray... Me emocionei com esse texto. Muito bom!

    ResponderExcluir
  19. Mano enfim consegui comentar nessa bagaça !! rs'
    muito legal esse texto, me lembrei de quando treinava futebol .. olha que isso existe mesmo !

    ResponderExcluir
  20. ai feliz ano novo

    gostei do seu blog

    gostei msm

    mt coisa legal aqui

    seguindo vc tb

    ok's

    acessa o meu la

    e c gostar pode segir

    vo agradecer mt

    ;)

    acesse
    http://www.iubdeds.com.br

    ResponderExcluir
  21. Muito Bom man, depois quero saber mais sobre essa historia ^^

    vai escrever um livro jaja ehaue

    ResponderExcluir
  22. O texto está bem escrito e a leitura agradável, vou anotar nos post-its, pretendo retornar mais vezes... Curti seu blog, é daqueles que não fica banal quando se faz versos... Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Muito bom.
    Gostei do estilo.
    Já sigo!

    Aparece:
    http://sanatoriogeraal.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. bem legal!
    as aventuras de uma vida...

    esse 2011 o blog vai bombar mais e mais!

    Abraços

    ResponderExcluir
  25. Muito legal seu post! A visão do vilão hehehe. Muito bacana o final! Gosto de finais felizes! =)

    Grande abraço!

    http://neowellblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  26. Uma maneira mais que bonita de descrever o que pode metaforizar diversas situações em uma só vida. Extremamente feliz a forma como você descreve o perdão que pode existir sem estar explícito.
    Gostei muito.
    Apareça quando quiser.

    ResponderExcluir
  27. Fantastico !!!!

    entender a força deste personagem me fez reavaliar algumas coisas, o fato de ele deixar de ser vitima para se tornar o agente principal das mudanças em sua vida é motivador.

    "O garoto ja não teme tempestades, tornara-se uma"

    tava lendo sua postagem e ouvindo there there do radiohead...

    foi como se tudo conspirasse...pra alguem escrever assim...tem de entender de superação !

    abraço e continua que to seguindo mesmo sem ter perfil no orkut !!!

    ResponderExcluir
  28. É o tipo de poema que parece realmente ter acontecido.

    Estou certo?

    Aplausos!

    F.

    ResponderExcluir
  29. O garoto não temia mais a tempestade: tornara-se uma!
    Muito bom.
    "Riders on the storm"...

    abç poeta
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  30. muito massa seu blog
    precisar de parcerias entre em contato


    http://tabernadoviking2.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Texto show de bola.. vc escreveu ele pra mim?

    Me identifiquei muito com o texto!

    Abraço,
    P.A.

    ResponderExcluir
  32. A magnitude de alguém é medida acima de tudo pelo poder de discernimento que ela causa nas pessoas ao seu redor. Faz parte da vida apanhar e cumprimentar os bandidos.

    Abraço! ;)

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Feliz Ano Novoo =D
    Fico feliz que tenha gostado do meu texto de Natal, é isso que faz euainda continuar escrevendo pro blog, pessoas que se identificam e me seguem.

    Gostei bastante do texto.
    Conseguiu me prender.
    Você conseguiu passar o mistério certa, para queremos ler ele, até o final.
    Parabens

    e que venham dias ainda melhores

    =D

    http://ummundoquaseparticular.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. palmas para você, muito bom esse texto !

    ResponderExcluir
  35. Perfeito e único.Somos e vivemos em uma tempestade constante.

    ResponderExcluir
  36. Olha, te confesso que quando comecei os primeiros versos, achei que não viria alguma coisa muito boa, mas ser surpreendido foi melhor ainda do que já ter uma expectativa!
    Parabéns, o poema é muito bom, e fala muuuito usando poucas palavras, e isso é uma das coisas que eu mais admiro num poema.

    ResponderExcluir
  37. Achei digno! Muito inspirador! Adorei seu estilo de escrever! Qualquer coisa, passa no meu, não tem textos tão perfeitos, mas tem algumas passagens!


    http://www.naosoutaoruim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  38. Simplesmente maravilhoso! Muito comovente. E a separação em versos deu um ar ainda mais poético para a história que já era suficientemente bonita.

    Parabéns

    Abraço

    ResponderExcluir
  39. Parabéns, muito legal e interessante.
    Nos traz uma lição essencial!
    Abraços.
    http://ivonecordeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  40. Essa ambivalência do bom e do mau... Exclusões que se destacam, que tornam o excluído único... Essas inclusões que massificam, que homogeneizam, perdendo o que deveria se expressar como singular. Os valores de mau e de bom vão circulando, são dialéticos, respiram pedradas e expiram penas brancas. O filósofo Spinoza dizia que na "ótica da eternidade" mau e bom, mal e bem, certo e errado, não existem, pois os valores são horizontais, transmutações. E como Nietzsche pôde tão bem interpretar, "além do bem e do mal"....

    ResponderExcluir
  41. A dignidade conquistada....a força de um individuo que se levanta e não se deixa abater.O poder inspirador daqueles que nasceram para vencer !

    não tenho certeza....mas isso aconteceu com vc ?
    intenso demais para ser ficção.

    abraço.


    comunicatudo@blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Victor, este post foi um encanto. Voltarei aqui mais vezes, pois não estou logada na conta do meu blogger. Sublime e cativante, parabéns.
    Arianne.

    ResponderExcluir
  43. Uma ficção jamais é fictícia. Não há nada mais real, mais verdadeiro, do que uma narrativa ficcional. A literatura jamais é literal. A literatura é litoral, é um estar à margem, limiar, fronteira intransponível. Embora careça de fatos, excede em atos. Talvez o real não se presentifique na ficção, mas atualiza uma autêntica realidade. Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  44. Muito emocionamte.
    As vezes me sinto um pouco esse garoto so não sei se tenho a mesma capaciadade de perdoar.
    Otimo poema, parabéns.
    http://cidadeonirica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  45. Muito bom!
    De um modo geral somos aquilo que recordamos!

    http://identidade-cultural.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  46. Muito legaaal..! gostei gostaria que seguisse o meu blog pois tambem segui o seu !!! RETRIBUA! http://wwwfutebolnews.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  47. Mostrou de maneira simples que ele estava acima de todos! , que nada o abalava e aquilo que recebeu na infancia era simples atitudes de pessoas que não conseguem entender ...
    http://medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  48. Definitivamente vc é puro talento! QUe texto! É de tirar o fôlego e eu fico a me perguntar quem seria você nessa história. Seria de fato o locutor, ou seria o personagem principal da história? Instigante, você realmente vai fundo no que escreve e as situações criadas não me parecem nem um pouco obras de ficção. Vejo histórias verdadeiras fingidas de imaginação nesse texto, e ele traz, além de uma narrativa belíssima, uma lição esplendorosa, uma história de coragem, de perserverança, de redenção, e acima de tudo uma lição de vida, Tanto da vida do rapaz que outrora era um menino frágil, quanto da do outro (você?), que outrora era forte. No final, o forte era o frágil e o frágil era quem era o forte e no reencontro cada qual , à sua maneira, venceu! Lindo demais teu texto!

    ResponderExcluir
  49. Sandro, é simples. Victor é o autor. Onde ele está na estória? Ele é quem a escreveu. rs... Abraços.

    ResponderExcluir
  50. Adorei o texto!!!! Parabéns pelo blog. Abraço.

    ResponderExcluir
  51. Que blog lindo, ótimo conteúdo, lindo visual, muito agradável...Estou te seguindo com um enorme prazer, se quiser retribuir o prazer será ainda maior: http://jozy-avilar.blogspot.com/
    Um abraço

    ResponderExcluir
  52. Olá...seu blog está de parabéns!
    Com bastante conteúdo.
    Beijosss.Tah

    ResponderExcluir
  53. Q historia e tanto ! massa a postagem ! ; DD
    passa lá você que gota de Nostalgia, tem outro texto muito engraçado e ao mesmo tempo sero de Nostalgia na política http://elarretado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  54. Ual, que escrita bela! Uma verdadeira e metamorfose, para melhor.

    ResponderExcluir
  55. muito legal, vc contou toda uma história através de um poema e ficou ótimo!!

    Obrigada pela visita em meu blog, abraço!

    ResponderExcluir
  56. amei o blog .
    textos lindos .

    http://cristiny88.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  57. Victor.... Eu juro, juro que lerei seus contos. Não agora porque eu estou morrendo de gripe e as letrinhas estão embaralhando no monitor... Então, quando eu estiver em perfeito estado de saúde, lerei tudinho. ^^

    que bom que está gostando do meu blog ^^
    adicionei seu banner já.

    Thunder’s Empire

    ResponderExcluir
  58. Dsculpa a demora, mas mt obrigada pela participação no meu blog.
    Volte qnts vzs quisr, pois sua opnião eh mt important para nós.

    Estou seguindo seu blog.


    Um beijo e boa noite.

    Danny

    http://cabecafeminina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  59. Muiito interessante isso ai..

    Seu bolg esta lindo parabens.

    tô te seguindo,segue tambem?

    Um iluminado 2011 pra ti.

    beiiijo;**

    ResponderExcluir
  60. Parabéns pelo blog!
    Já estamos seguindo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  61. Tô surpresa pq faz tempo que naum leio um texto que me comove!! Seu texto me emocionou!!

    Parabéns

    bjos

    PS: Quando puder me faça uma visita.

    ResponderExcluir
  62. Nossa parabéns pelo blog...
    ameiii *--*
    Estou seguindo ;)

    http://laistefenixd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  63. amei o seu texto! fazia muito tempo q não lia alguém escrever tão bem! parabéns pelo blog!

    vi lá comunidade do orkut e já estou seguindo tbm!

    http://seenovidadeeuquero.blogspot.com

    ResponderExcluir
  64. Bom dia, obrigada pela visita.
    Gostei daqui, vou voltar!
    :)

    ResponderExcluir
  65. Olá Victor

    Meu nome é Romeu Freire, sou da comunidade literaria on Fnac on line.Estou aqui para fazer um convite formal para que ingresse em um dos nossos concursos literários, ja que notamos que você é um talento nato. Seu texto é um forte candidato ao prêmio Fnac de literatura, pois foi um dos próprios juizes que me indicou seu blog.Se ganhar pode ter seu texto impresso e garantia total de seus direitos autorais.

    esperamos sua inscrição !
    segue abaixo regulamento:

    abraço:
    http://culturafnac.com/novostalentos/literatura/2010/regulamento.php

    Obs:Desculpe postar como anônimo, estamos com um problema com a nossa pagina na internet.

    ResponderExcluir
  66. Já comentei em tudo aqui, amigo.
    F5!
    Hehe

    isso aí, aguardando novas

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  67. Parabéns pelo texto maravilhoso!
    É tocante e verdadeiro. Pena que muitas pessoas esperam ver isso pra começar a mudar...
    Mas, a mudança é essencial e traz uma nova esperança à vida.
    Parabéns pelo blog e muito mais sucesso!
    Por: http://quaddronegro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  68. Além de muito bem escrito,
    Seus versos recaem numa reflexão que poucas vezes nos "damos ao luxo" de analisar e crescer a partir desta!

    Bela postagem!

    ;D

    ResponderExcluir
  69. Você escreve muito bem! Achei interessante essa história.

    ResponderExcluir
  70. Qual o limite entre a literatura e a filosofia? Ao escrever, um filósofo faz literatura? Ao filosofar, um literato faz filosofia? Essa é a indagação que seu traço como autor me suscitou... Abraços.

    ResponderExcluir
  71. Caraca adorei o texto !!!*-*
    Muito bom os seus textos são perfeitos para refletir !!!
    beeijos;

    http://cristiny88.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  72. Muito bom. Te farei uma pergunta que me fizeram com meu texto SAUDADE DE DOIS ANJOS... esse história é verídica?

    ResponderExcluir
  73. Olá Victor,

    Venho agradecer pelo teu comentário à minha crônica postada no site www.benfazeja.com. Parabéns pelos teus textos. Vou tentar te add no face para travarmos contato. Abraços, Mariana Collares

    ResponderExcluir
  74. Fala Victor. Retribuindo a visita e o comentários feito no meu blog. ótimo texto, você quem o escreveu? Caso sim, o fez muito bem.

    ABraço.

    ResponderExcluir
  75. Sensacional seu texto, interessante e envolvente até o último parágrafo. Nada como um dia após o outro, nada como o tempo para curar feridas e dá o troco com classe, atitude e respeito, essa era a melhor resposta que se pode dar a alguém que te despreza ou desprezou em algum momento.

    abraço e sucesso nesse novo ano!

    www.todososouvidos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  76. Gostei do blog. Segue uma linha interessante e agradável.

    Também tenho um, relacionado a versos, contudo, alinhado às notícias.

    Bruno
    http://noticiaemverso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  77. Simplesmente lindo o modo como vc trata as palavras. Parabéns.

    ResponderExcluir
  78. MUITO BONITO, PARABÉNS! SOU FÃ DE POESIA SIMPLES

    ResponderExcluir
  79. Adorei o blog. Parabéns pela pauta e muito sucesso sempre!
    http://danilofutebol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  80. Olá,
    Estou eu aqui de volta metendo o bedelho nas postagens alheias.. rsrs
    Inicialmente eu gostaria de agradecer o seu carinho e sua contribuição sempre relevante no meu blog. Comentários inteligentes sempre animam o blogueiro e sempre contribui mais que com apenas com o blogueiro e ele mesmo.

    Sobre sua poesia, eu a senti tão sublime, fresca, como uma brisa sabe? Leve. Vc partiu de um acontecimento tão cotidiano pra tratar de como as pessoas se apegam a discursos que não entendem exatamente o porque o reproduzem e de como a descoberta dessa condição muda as pessoas. Eu senti que sua poesia trata de libertação. Libertação dos padrões, libertação das reproduções subconscientes que aprisionam as pessoas a um mundo pequeno, mesquinho cheio de medos.
    Sabe, eu estava pensando em uma frase de uma música que ouvi no rádio hoje e acho que ela ilustra muito bem sua exposição e parte do sentido da sua poesia aqui concretizada: "o homem quando está em paz não quer guerra com ninguém" ( Charlie Brown Jr)
    As pessoas poderiam se esforçar um pouco mais pra entender o que as outras querem dizer, pra realizar a mudança que seu personagem realizou. Quem sabe assim faríamos menos monologos disfarçados e conversaríamos de fato.
    Muito bonita sua poesia viu?

    Eu estou de volta na no blog tb. Quando poder aparece lá.

    __
    www.coracaoonline.blogspot.com

    ResponderExcluir
  81. Retribuindo a visita e agradecendo o elogio mais uma vez. Seus comentários são sempre bem vindos, declaram a seriedade com que encara meus artigos. Muito obrigada mesmo!

    ResponderExcluir
  82. MARAVILHOSO! "Quem não tem, vive pra servir a quem tem"... é assim o nosso mundo, infelizmente, mas se todos tivessem a ousadia desse garoto, não posso nem imaginar quão bom sería, e onde estaríamos. Falo por mim, orgulhosa o suficiente para não amar meus inimigos. Mas a gente tenta; se não der hoje, a gente tenta amanhã. Espero que todos, um dia, consigamos

    ResponderExcluir
  83. Eu vou postar pela primeira vez em uma postagem minha !

    estou muito feliz por este texto ser o texto recorde de postagens do meu blog, antes dele Pedro chegou aos 71 comentarios, quando escrevi ao caminhar na tempestade, pensei se a natureza pudesse descrever em imagem um sentimento que eu ja tinha....o de superação. Acredito que todos que postaram,sentiram esta mesma força sem explicação, este poder. Eu visitei a varios
    por retribuição, mas descobri coisas maravilhosas !

    os blogueiros tem talento !

    acorda Brasil !!!!!
    obrigado a todos....Ao caminhar na tempestade se tornou meu texto predileto !

    ResponderExcluir
  84. Um tempo volátil, volúvel, mas de impacto fulminante. Esse instante já passado, atualizado, possibilidade já real num universo de valores flamejantes. ímpeto lânguido. Deslize corrosivo. Sua escrita é severamente crível! Realidade cortante, rasgada, pontiaguda!!

    ResponderExcluir
  85. Gostei muito do seu blog!
    Interessado em parceria?
    Da uma passadinha no meu

    ResponderExcluir
  86. Eu, sinceramente, não canso de lê-lo ^^ Mas acho que você devia atualizar mais o blog XD

    ResponderExcluir
  87. Uau é lindo... Parabens...

    http://changefeeling.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  88. ÓTIMO POEMA!!!

    E PARECE QUE TODOS MUDAM, TODOS SEGUEM OS SEUS CAMINHOS DE ALGUMA FORMA, NÃO SE PRESERVAM COMO IMAGINAMOS... NINGUÉM TERMINA DO JEITO QUE COMEÇOU!

    NEM O GRANDE AMOR.

    Abs!
    www.vemaquinomeublog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  89. Muito bom seu blog.
    Estou te seguindo..
    Se puder, passa no meu: http://devaneios-meeus.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  90. Seran meu amigo, muito bom esse seu texto!
    Me fez lembrar de uns amigos e de momentos que se foram....

    ResponderExcluir
  91. Cara, esse conto foi uma boa surpresa! abs!

    ResponderExcluir
  92. Essa postagem tem tudo a ver com o atual momento de várias cidades brasileiras.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  93. Que lindo... Parabens... Amei aqui... Visita meu blog? http://changefeeling.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  94. O jogador Romário uma vez declarou que Deus apontou para ele e disse: "Esse é o cara!" Victor, diferentemente do Romário e do Napoleão Bonaparte que precisaram se auto coroarem para ter audiência, são os seus leitores que realizam o coroamento dos seus textos espontaneamente, pois são textos merecedores da coroa! Grande abraço!!

    ResponderExcluir
  95. Verso livres. Me pareceu um passagem bem típica da juventude. Mt legal

    ResponderExcluir
  96. Parabéns pelo blog,mto bem escrito,adorei o bg >.<
    mas enfim mto obr por passar lá no meu blog e deixar seu comentário.

    ResponderExcluir
  97. as tormentas sempre voltam
    MUAHAAHHAHAHAA

    ResponderExcluir
  98. Obg pela visita
    Lindo blog
    Linda escrita
    Um feliz ano novo pra NÓS =)

    ResponderExcluir
  99. gostei mto mto do seu texto ... faz com q a gente vivencie essa mudança d etempo junto com o narrador, e me fez lembrar de que os ultimos sempre serão os primeiros. Adorei mesmo, vou seguir.

    Parabes!

    ResponderExcluir
  100. Belíssimo, muito expressivo e cativante.

    Seguindo aqui, um beijo, M!sunderstood

    ResponderExcluir
  101. Amei o seu blog! Já estou seguindo, se der dá uma passada no meu : http://docespalavrasounao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  102. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  103. Tem selos pra vc lá no meu blog.

    http://jaquellinee.blogspot.com/2011/01/novos-selos.html

    ResponderExcluir
  104. ta certo junior !

    usei mau as palavras !

    mas ok !

    ResponderExcluir
  105. Passei aqui para avisar que no meu blog tem um selo de qualidade para o seu Victor!!

    http://wwwoqueeufalo.blogspot.com/

    Abraço!

    ResponderExcluir
  106. Com Qualidades Sempre Venceremos!!!!!!!!

    Quem precisa de uma oportunidade Acesse ai...

    Ganhar
    Dinheiro Agora

    ResponderExcluir
  107. Adorei o texto, de verdade.
    vou dar uma visitada aqui sempre!



    http://rabiscosaleatorios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  108. texto com um estilo encantador, parabéns pelo blog, e brigada pela visita no meu :) www.sonhadora-simples.blogspot.com

    ResponderExcluir
  109. É impressionante como os versos dão essa sensação de passagem....Realmente, muito bom.

    Se quiser conferir meu novo post, acesse:

    http://midiacidada.blogspot.com/2011/02/bruna-surfistinha-uma-versao-sem-alma.html

    Abs

    ResponderExcluir
  110. Nossa Victor, quando você me falou sobre o conto, eu confesso que não esperava que seria algo tão grandioso como o que eu acabei de ler. Precisamos a cada dia cultivar em nós sentimentos bons, precisamos saber amar as pessoas e aceitar os seus limites.
    A vida está aí nos dando a oportunidade de progredir e mudar, mesmo com os nossos medos e tempestades.
    Estou realmente encantada.
    Obrigada por compartilhar algo tão belo.
    Boa noite.
    Carinhosamente, Wanda.

    ResponderExcluir
  111. Perdoar é divino e é para poucos.Um texto magnifico.Adorei a forma como "ele" ressurgiu.
    Bom domingo,bjka

    ResponderExcluir
  112. Parabéns! O bom é que a gente consegue sentir cada palavra como se fosse nossa! :)

    ResponderExcluir
  113. Não conhecia seu blogue. Vim através do link no 4por4. Gostei muito do texto. As crianças sabem como ninguém ser cruéis com outras crianças. A diferença entre uns e outros é que alguns continuam cruéis depois de adultos, outros não. Gostei especialmente do final.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  114. Nossa,que poder!!! Que sinestesia!!! Lendo o seu post de repende me deu vontade de ouvir Riders On The Storm do The Doors e rever o filme sobre Gengis Khan,que tem tudo a ver com a temática da humilhação e depois a superação por meio da perda do medo das tempestades,pois os mongóis tinham esse medo coletivo e Gengis era o único que não tinha! Nessas horas o ofensor se sente um lixo e por isso a necessidade da mudança. Espero logo poder agir assim como o garoto, um "agente da passiva" para a mudança ao meu redor! Te adicionei Victor!!!

    Ana Carolina

    http://ishitaraenluarada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  115. Excelente texto, Victor.
    A capacidade de perdoar nos impulsiona pra frente e nos impede de ficarmos presos ao passado.
    Se todos agissem desa forma, muito do sofrimento que temos mundo afora e é considerado "normal" por muitas pessoas simplesmente não existiria.
    Agradeço pela tua presença no Fantástico Cenário e no Relativa Seriedade e, caso queira ler a genial hq Fábulas, onde Once Upon a Time foi inspirada, eu recomendo o site coringa-files.com, na seção Vertigo.
    Para ler as hqs, é só procurar no Google pelo programa CDisplay.
    Um abraço e bom feriado, Victor.

    ResponderExcluir
  116. Adorei esse texto.
    E enquanto lia me lembrou alguém que conheço. Que mudou muito, praticamente irreconhecível e que tá crescendo na vida.
    O cara nem sabe e foram raras as vezes que já conversamos, mas sinto um certo orgulho por ele estar onde está.
    Curti mesmo. rs

    http://palavraecafeina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  117. Muito bem abordado o tema do bullying e de como pessoas que passam por esta experiência reagem de formas distintas.
    Muitos não teriam a mesma força e persistência deste garoto de deixar de ter pena de si mesmo, deixar que o bullying não lhe afetasse e ter forças para vencer seus temores seguindo adiante.
    Por outro lado, é bem raro pessoas que cometeram bullying sentirem este arrependimento descrito do narrador. Mesmo assim, parece ser história verídica de algum modo.

    ResponderExcluir
  118. Adorei Victor...Você escreve bem demais.Sou fã sua.
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  119. O que contou me fez traçar um paralelo com outra história que teve um terrível fim. Na que contou há tempo para o perdão, o entendimento e o sentimento de nos tornarmos pessoas melhores. Contudo, na que conheço e foi real, um garoto que era apaixonado por futebol (daqueles que recortam as fotos dos craques no jornal para colarem em seus cadernos mais que especiais) era muito atormentado pelos garotos da sua turma, mesmo no terceiro ano a coisa não mudou. Pois bem ele foi para uma conceituada universidade federal juntamente com outros que o "zoavam" na época de escola. A tradição continuava e mesmo na faculdade o rapaz era humilhado e tudo mais. Quando aqueles que atormentavam começaram a crescer e ver que aquela situação era ridícula pensando em como pedir desculpas a ele, exatamente em uma partida de futebol após um lance onde a bola percorreu todo o campo parando apenas em um avenida movimentada, foi palco de um acidente fatal que vitimou o rapaz. Ou seja, ninguém teve tempo para nada, ficou o dito pelo não dito e o remorso tomou conta do coração de todos.

    Por isso é necessário pedir perdão o quanto antes, dizer "eu te amo" sempre que possível pois nunca vamos saber se teremos novamente tal oportunidade.

    http://telinhacritica.blogspot.com/2012/02/mr-maker-na-discovery-kids.html

    ResponderExcluir

Faça um comentario inteligente e pertinente, lembre-se que seu nome, e o nome do seu blog, vem logo depois !