sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Despertar





Está é a história de Vinicius André Rosan.



Vinicius era uma criança de cinco anos alegre e comum, muito feliz, pois tinha uma família boa e estruturada.  Como qualquer criança da sua idade, brincava e se divertia como nunca. Sua imaginação não tinha limites, e seu carisma encantava a todos.



Um dia brincando em um brinquedo de um parque próximo a sua casa, em um acidente sem explicação, caiu e bateu a cabeça violentamente em uma chapa de ferro. Foi levado inconsciente imediatamente ao hospital e ao acordar, achou estranho não conseguir se levantar. Tentava mexer as pernas e não conseguia, se deu conta que não poderia andar, para desespero de seus pais e irmã.



Vários exames foram feitos e nada explicava a imobilização daquela criança, tudo que os médicos podiam dizer é que em algum lugar do cérebro de Vinicius, algo foi danificado e acabou deixando aquele menino paraplégico. Foi um golpe terrível para aquela família, mas a vida continuava, mesmo com suas tristezas. Os anos passaram e Vinicius cresceu e aprendeu a viver com sua deficiência.



A vida de um deficiente não é boa, fora a ajuda pra quase todo tipo de locomoção, tudo em si tinha uma dificuldade maior. Para ir estudar seus pais precisaram adaptar o carro para um cadeirante, e na escola e nos recintos, nada era adaptado, então além da própria deficiência, vivia com o preconceito do olhar das pessoas, dos comentários impertinentes sobre sua situação e com a timidez de talvez sempre precisar da ajuda de alguém, o que era extremamente incomodo para ele.



Embora vivesse preso a uma cadeira de rodas, conseguiu se sobressair no mundo da informática, e tinha reconhecimento na profissão. Era extremamente habilidoso em todos os programas e logo ficou conhecido e bem remunerado. Sua única desilusão era saber que um relacionamento com alguém seria complicado, e que achar a tal pessoa certa ia ser mais difícil para ele, do que talvez para as outras pessoas.



Os anos passavam, e Vinicius vivia sua vida. Aprendera a aceitar seu destino. Não era feliz, mas tentava ser. Um dia, talvez fosse feliz permanentemente, sem ter a ilusão de voltar a andar. Não podia se iludir, pois  a vida é dura com quem se ilude, e não poderia esperar por milagres.



Visitara a irmã Mariana, que se divorciou e morava sozinha em um novo bairro.  Como ela não conseguia se aproximar tão rápido dos novos vizinhos chamou Vinicius para que passasse uns dias com ela. Divertiam-se e falavam sobre as possibilidades. Era ótimo estar com a irmã e jogar conversa fora, pois seu apartamento era muito triste, e ter a oportunidade de estar com ela o deixava feliz, pois ela viajava muito para o exterior.



Mas em uma noite de outono, enquanto conversavam, ouviu um barulho estranho na cozinha. Sua irmã se levantou e foi ver. Surpreendida foi imobilizada por um bandido, que invadiu a casa naquele momento, e ao ver a garota, logo a amordaçou.



 Em seguida foi à sala e viu Vinicius, que tentou gritar para chamar os vizinhos, mas foi silenciado com um soco, que o arrancou de sua cadeira o jogando bem distante. Era um momento desesperador, pois Vinicius viu o bandido se dirigir a irmã, e suas intenções eram explicitas:

 Ele não queria roubar.... ele iria estuprá-la.



De longe conseguiu se arrastar até a cozinha, gritava pedindo para que aquele homem parasse com aquilo, disse que daria todo o dinheiro que tinha que faria tudo que ele quisesse, mas que deixasse sua irmã em paz.



Mas aquele homem carregava a morbidez de um doente mental, que só conseguia enxergar um corpo feminino e seu prazer. Seu desejo insano o dominava, e assim, não pararia até se satisfazer, nem que tivesse de matar as vitimas após o seu ato.

Olhou para Vinicius e riu.

 Como todos os garotos da quinta série, como todas as meninas do curso de violão, como todas as pessoas que passavam por sua vida e diziam :

“Você é incapaz de fazer algo neste momento”.



Então sentiu que todas as células de seu corpo começaram a se agitar. Começou a transpirar sem medida, e em um momento de desespero puro, sentiu uma dor na parte inferior da coluna. Ao olhar para seus pés, notou seu dedão flexionado.

Então uma fé sem explicação se apossou de seu ser, e pensou que se o dedo mexeu talvez suas pernas também mexessem.



Tentaria se levantar.



 Os gritos de sua irmã o faziam olhar para o homem tentando rasgar suas roupas, e aquilo ativou algo.... ele iria salva-la, nem que perdesse a própria vida. Apoiou-se na parede, e flexionou também o joelho, conseguiu dar um passo, e outro, e caiu novamente. Levantou-se agora com mais velocidade, pegou uma barra de ferro na porta da sala, que a irmã usava para abrir a porta da garagem, e foi à cozinha, caminhando como um bebê que aprendia a andar se apoiando nos objetos...



O homem, que já havia tirado a calça de sua irmã, estava quase a penetrando... sabia que não teria muita chance, e que aquele golpe que daria, teria de ser com toda a força de seu corpo.

 Lembrou da força que tinha nos braços, adquirida dos anos em que empurrava uma cadeira, e sabia que existia uma chance.



 Sem hesitar...... atacou aquele homem.



Jogou-se em cima do meliante, que ao se virar assustado, tomou um golpe impactante no crânio. Parte da sua cabeça estava amassada, e eles podiam ver.  Mariana conseguiu se desvencilhar, mas o homem ainda tentava se levantar, então Vinicius em um golpe derradeiro, espalhou sangue pela parede da cozinha.

O individuo desta vez não mais levantaria.



A polícia chegou após um telefonema de Mariana, e depois todos os canais de mídia da cidade.
Vinicius conseguiu com fisioterapia,  voltar a andar depois daquele episódio, e não foi considerado culpado de homicídio.

Em julgamento considerou-se que estava em um caso de legitima defesa, e invasão de propriedade do infrator, assim foi absolvido de todas as acusações.



Agora sua vida seria diferente, existia expectativa, e pensava nos desígnios de Deus.

Foi a uma instituição de caridade e doou sua cadeira, olhou para todas aquelas crianças e contou sua história, enchendo a todas de esperânça em seus corações. Apesar da felicidade de não ser mais um deficiente, conseguia entender a tristeza por detrás daqueles olhos. Em silencio, pediu a Deus por todos.



Ontem comprou uma bicicleta... achava engraçado agora andar em um objeto de duas rodas em que usasse as pernas e não as mãos....seguiu rindo...até o fim de semana, compraria um skate.



Pensando bem... melhor deixar para lá o skate..
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
Até hoje os médicos não conseguiram explicar que poderoso efeito, teve a adrenalina nos mecanismos nervosos de Vinicius. Uma outra bateria de exames foi feita e nada se constatou de diferente. Em horas extremas, dizem que o corpo humano adquire velocidade, força, equilibrio acima das médias convencionais.

 Oque é a fé, e que tipo de coisa pode se fazer para quem tem fé absoluta ?

  A resposta ?

   Milagres !



28 comentários:

  1. Nossa...Li sem respirar.

    Fazia tempo que não lia um texto tão bem escrito e com uma mensagem tão bela.

    Um beijo..

    Bom final de semana Vcitor.

    ResponderExcluir
  2. Há coisas que nossas humanas percepções são incapazes de cogitar ou compreender...
    Há muita força e esperança nesta história...
    Adorei!!

    ;D

    ResponderExcluir
  3. Gostei da história, é um pouco deprimente, mas, é uma história que mostra o quanto um pessoa pode conseguir se tiver a força de vontade, quando deixa de se ver como vítima e passa a ser o protagonista de sua própria história, esse é o caso de Vinícius.
    Ahhhhh eu não sumi do seu blog, quase sumi do meu também, a culpa foi deo excesso de atividades.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o texto, tem algumas frases que perderam o sentido, mas o resto ta muito bom.

    ta na hora de voltar os textos engraçados

    ResponderExcluir
  5. GOSTEEI DESSE TEXTO , INTERESSANTE HISTORIA !

    http://meeninasmulheres.blogspot.com/2011/09/noiva-esperta.html

    ResponderExcluir
  6. Gostei do texto, tocante.
    Passa uma mensagem que poucas vezes paramos para refletir com todas as correrias da vida.

    Te seguindo!

    arenasaude.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Boom mano! Uma mensagem que toca, e faz com que acordemos para a vida!

    Abraço meu querido!

    ResponderExcluir
  8. Putz! Sensacional a história! Me lembrou uma novela que eu vi quando era bem pequeno..kkkk...tinha uma personagem na cadeira de rodas, e uma cobra no jardim foi se aproximando de um bebê...ai ele conseguiu se levantar da cadeira e salvou a criança.
    É sobre pressão que descobrimos do que realmente somos capazes.
    Mais uma excelente postagem. Aqui no universo von serran não tem coisa ruim!
    Abraçogro

    ResponderExcluir
  9. Victor, linda mensagem, a redação está perfeita...
    Mais uma ótima postagem do seu blog.

    Forte Abraço
    Lucyano
    http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/2011/09/juno.html

    ResponderExcluir
  10. Querido amigo Víctor, primeiramente sobre este texto, maravilhoso! Fala de fé, de superação, e tem quem não acredita em milagres! Há males que vem para o bem, não é mesmo?
    E quanto as suas perguntas, sim, agora estou bem! E moro em Orlândia, uma pequena cidade do interior de SP, perto de Ribeirão Preto. Grande beijo a ti!

    ResponderExcluir
  11. Victor, meu amigo!
    Só consegui passar agora... são quase 6h da madrugada, não dormi ainda, mas para ti, abri exceção, e fiz bem!
    Texto muito bom, com ótima reflexão, e em tom otimista, o que é necessário para nossa vida,tão cheia de "coisinhas" nem sempre boas, e tragédias muitas vezes. Gosto dessa tua marca!

    Quanto a novela da Xerife, tens razão! Você foi a única pessoa que acertou que a italiana era uma bonitona! rsrsr Muito bom, amigo!

    Tenho muito orgulho de ti, sabia? Pois é. Textos bons, e uma conduta ótima que tens por aqui e onde comentas. Isso é bom! Deixa a vida de todos que te cercam um pouquinho melhor, e esse pouquinho, para muitos, é muito!
    Beijinhos especiais e ótimo domingo!
    Te cuida! :)

    ResponderExcluir
  12. Isso é o amor pelo próximo que faz milagres! Ele andou por amor e também pelo instinto de sobrevivência, e como vc falou... por um milagre também!

    Bela postagem Von!

    ResponderExcluir
  13. Victor, excelente texto, não sei se essa história em particular é verídica ou ficção, mas acredito em milagres, muito profunda essa narrativa, uma história de superação e exemplo pra todos nós.

    Em relação ao teu comentário lá, calma, não vou abandonar o blog de jeito nenhum, só afirmei que, devido à correria dos estudos e do trabalho, eu iria me desfazer de algumas redes sociais, e só ficaria com o face e o site, e os e-mails claro.

    Um abração e sempre vou estar por aqui.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Normalmente entramos em blogs achamos algo legal e vale um pequeno elogio...
    mas este post confesso que prendeu minha atenção! Boas reflexões.
    Gostei de verdade!

    Passarei por aqui mais vezes com certeza!
    bjos


    http://joycebc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. E não tem nada a ver com deus, não de forma direta. Pensei que ia me deparar com comentários assim por aqui. Na hora que as coisas ficam difíceis, quando se há amor, há solução. Por que o amor deveria mover o mundo, da forma que moveu Vinícius. Parabéns, vou voltar sempre.
    Visite, http://estrangulamentomoral.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. texto emocionante Victor.Respondendo a sua pergunta: moro em Natal /RN uma cidade linda
    bj e um domingo de muita paz

    ResponderExcluir
  17. Oi Victor!
    Rapaz, quanto tempo! Saudades dos seus comments!

    Excelente esse texto! Eu o li com uma agonia pensando ono que iria acontecer....na história desse rapaz, vi uma mescla de força de vontade, desejo e milagre que o fizeram voltar a andar. Sua necessidade de salvar a irmã e ignorar as limitações do corpo o fizeram se recuperar.
    Muito bom.
    Claro que irei em algum evento esse ano! Bom, um evento é na rua aquele tal de Zombie Walk..mas depois em dezembro tem o Ressaca Friends que eu pretendo ir =). Eu só preciso ver o meu cosplay..tá decidido já falta só um ou outro detalhe.
    Bjs!

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Vitor..

    Respondendo a sua pergunta sobre meus trabalhos..
    Ja fiaz varios trabalhos com com tema Africa.
    Acabei de Postar Princesa Africana que associei a minha Princesa Bruna.
    Se gostar do tema..da uma olhadinha la no meu blog.

    Um semana abençoada a vc!!

    Bj

    ResponderExcluir
  19. Uff! Aqui estou meu caro Victor, mais uma vez acabando de ler um belo texto seu e sem palavras para defini-lo. O fato é que você sabe surpreender... é impossível prever algo sobre seus textos, sempre com algo novo. E este foi muito bom. Parabéns! (Cara estou muito assoberbado de tarefas, blogs, faculdade, trabalho, família uff! Mas sempre estarei dando uma passada por aqui, tenha certeza! Abração)Sempre grato por seus comentários no http://polemizandoediscutindo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Uma conexão desfeita na infância e refeita pela sobrecarga de descarga elétrica. Milagres acontecem. É uma pena ser raro.
    Muito apreensivo o texto, suspense da expectativa. Belo texto.
    Abraços

    Ps: mandei-lhe um e-mail.

    ResponderExcluir
  21. Talvez Victor essa história exemplifique bem o que venha ser fé, em todos os sentidos. Emocionante texto. Um grande abraço. Parabéns pela excelente narrativa.

    ResponderExcluir
  22. Gostei da ídeia do blog, do layout e pricipalmente do texto aqui digitado, muito bacana mesmo! Ja estou te seguindo, sucesso..

    Que seja doce...

    http://mylifeteenagerdriko.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Texto graaaaaande!!! rsrsrsrs
    Mas muito bom. História intrigante que nos faz acompanhar até o final.

    Andei beeeem sumida pelos motivos de sempre, e ainda por cima, me mudei de casa, tudo uma bagunça. Mas tentarei estar mais presente!
    Tem postagem nova, confere lá!
    Beijos*-*
    evesimplesassim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Prometo responder a todos....semana de prova to lotadão !

    ResponderExcluir
  25. É incrível o poder da fé e da força de vontade. Acredito que quando queremos defender uma pessoa que amamos, tiramos forças das profundezas de nosso ser.
    Cada fase da vida tem seu tempo, seu momento oportuno. A longa vida de cadeirante de Vinicius deu-lhe força física e mais motivação emocional para salvar a vida de uma pessoa importante para ele.

    Foi uma bela narração e muito atraente. Muito bom mesmo. Obrigado por todas as visitas e comentários. Até breve.

    ResponderExcluir
  26. Nossa surpreendente. Só Deus pra faazer milagre maravilhoso como esse. Só com a fé em Deus e força para proteger sua irmã ele superou obstáculo em sua vida. Não tenho nem palavras pra expressar o que senti. É magnifico.

    ResponderExcluir
  27. Gostei! Mas acho que milagre não se aplica quem sabe a patologia da sua personagem era Psicológica?

    ResponderExcluir

Faça um comentario inteligente e pertinente, lembre-se que seu nome, e o nome do seu blog, vem logo depois !